VISÃO GERAL

O engasgo acontece quando um bebê ou uma criança têm a passagem do ar para os pulmões obstruída. Essa obstrução pode ser parcial ou total e pode ser causada por sólidos ou líquidos.

Em bebês é mais comum que ocorra por  líquidos e em crianças maiores por sólidos como alimentos e objetos.

Os sinais de alerta são:

  • dificuldade súbita para respirar, com tosse, ruído na inspiração, chiado, abafamento da voz e lábios roxos.

O QUE DEVO FAZER?

Se a criança estiver engasgada, mas consegue tossir e respirar, evite manipular, mexer, bater nas costas ou colocar os dedos dentro da boca. Mantenha a criança em posição confortável e deixe ela tossir.

Essa é a melhor maneira de expelir o objeto ou alimento que causou o engasgo.

A manipulação por parte de um adulto pode piorar a situação, transformando uma obstrução parcial da passagem do ar numa obstrução total impedindo a respiração.

No engasgo com objeto sólido pode ocorrer a obstrução total à passagem do ar. A criança fica sem emitir qualquer tipo de som e os lábios e a pele ficam de cor arroxeada.

Pode-se tentar desobstruir a via aérea através da manobra de Heimlich (assista os vídeos: bebê e criança).

Na criança e no adulto: A manobra consiste em apoiar a mão fechada em punho, encoberta pela outra, entre o umbigo e a extremidade inferior do osso do peito da criança e realizar compressões em trancos para dentro e para cima, até que a criança consiga expelir o objeto.

No bebê: O bebê fica apoiado no braço do socorrista, com a cabeça mais abaixo que o corpo, tendo o cuidado de manter a boca do bebê aberta. Deve-se aplicar 5 batidas com a mão nas costas do bebê entre as escápulas. Após, o bebê é virado de barriga para cima e são executada 5 compressões no tórax, na região logo abaixo da linha imaginária traçada entre os mamilos. O ciclo é repetido até o bebê expelir o objeto.

Voltar para matérias