ENURESE

INTRODUÇÃO

ENURESE – episódios de perda urinária durante o sono em crianças maiores de 5 anos de idade.

  • A forma mais comum de enurese, chamada de enurese monossintomática primária, é aquela que a perda de urina ocorre nas crianças maiores de 5 anos e que nunca tiveram o controle do xixi durante a noite (80% dos casos).
  • Quando as crianças já adquiriram o controle do xixi da noite por pelo menos 6 meses e depois voltam a perder chamamos de enurese monossintomática secundária, e geralmente esta relacionada a efeitos emocionais que podem levar a uma perda do controle do xixi que já havia sido conquistado, devido a uma grande mudança, como um novo bebê em casa ou um divórcio.
  • O treinamento para tirar a fralda do seu filho criança requer muita paciência, tempo e compreensão.
  • A maioria das crianças não esta preparada para o treinamento até 2 a 4 anos de idade.
  • É 2x mais comum em homens que mulheres.
  • A enurese noturna é normal e muito comum entre pré-escolares. Afeta cerca de 40% das crianças de três anos.
  • Geralmente resolve numa taxa de 15% ao ano. E quanto mais velha a criança maior a probabilidade de ter resolução espontânea.

CAUSA

  • As causas não são totalmente compreendidas, mas algumas razões pelas quais a criança molha a cama são:
    • Sua bexiga ainda não está desenvolvida o suficiente para manter a urina por uma noite inteira.
    • Seu filho ainda não é capaz de reconhecer quando sua bexiga está cheia, acordar e usar o banheiro.
    • Características genéticas familiares colaboram para um maior número de casos numa mesma família.
  • Ao tentar descobrir a causa da perda de xixi algumas perguntas podem ser feitas:
    • Há um histórico familiar de xixi na cama?
    • Com que frequência o seu filho urina e em que horas do dia?
    • Ele está muito ativo, chateado ou sob estresse incomum quando isso acontece?
    • Ele tende a molhar a cama depois de beber refrigerantes, cafeína, sucos cítricos ou muita água?
    • Existe alguma coisa incomum sobre a aparência da urina?
  • Se hover alguma suspeita de infecção, poderemos colher uma amostra de urina.
  • Na verdade, apenas 1% dos casos de enurese está relacionado a doenças ou defeitos como: infecções da bexiga ou dos rins, diabetes ou defeitos no sistema urinário da criança.
  • Sinais de que pode haver um problema orgânico envolvido:
    • Sintomas que persistem ao longo do dia e não apenas à noite.
    • Desconforto ao urinar.
    • Esforço incomum durante a micção.
    • Fluxo muito pequeno ou estreito de urina.
    • Perda de urina que é constante ou acontece logo após a micção.
    • Urina turva ou rosa, ou manchas de sangue em cuecas ou roupas de dormir.
    • Sintoma de queimação durante a micção.
  • Outros exames, como radiografia e ultrasom podem ser realizados se houver sinais de que a perda de urina se deve a algo a mais. Além de apenas o atraso no desenvolvimento do controle da bexiga.

TRATAMENTO

  • A maioria das crianças em idade escolar que molham suas camas tem enurese primária.  É uma condição desde o nascimento e habitualmente têm uma história familiar do problema. Na maioria dos casos, essas crianças aprendem a controlar o xixi na mesma idade que seus pais. Tranquilize seu filho de que os sintomas da enurese passarão quando ele ficar mais velho.
  • Até que isso aconteça naturalmente, os seguintes passos podem ajudar com a situação:
    • Utilize a abordagem educacional e motivacional – Coloque um calendário e anote as “noites secas” e as “noites úmidas”. Parabenize e premie seu filho quando ele atingir um número combinado de “noites secas”.
    • Faça seu filho usar o banheiro antes de deitar.
    • Evite beber grandes quantidades de líquido antes de dormir. Deve ingerir menos de 20% do volume de líquidos após as 17h.
    • Não volte a colocar a fralda.
    • Coloque uma capa plástica protetora no colchão.
    • Peça ajuda para seu filho quando trocar os lençóis. Isso o ensinará a ter responsabilidade.
  • Se o seu filho atinge a idade de 7 ou 8 anos e ainda não consegue ficar seco durante a noite, um dispositivo de alarme pode ajudar. Quando o dispositivo detecta a urina ele dispara um alarme para que a criança possa acordar e ser lembrada de usar o banheiro. (Podemos discutir sobre os alarmes em consulta)
  • Um pequeno número de crianças que tem enurese não responde a nenhum tratamento. Felizmente, a cada ano que passa, o enurese na cama diminui conforme o corpo da criança amadurece. Na adolescência, quase todas as crianças terão superado o problema.
  • É importante que os pais deem apoio e suporte.
  • Devemos ser sensíveis aos sentimentos da criança. As crianças podem não querer passar a noite na casa de um amigo ou ir para o acampamento.
  • Eles podem ficar envergonhados ou com medo de seus amigos descobrirem que eles molham a cama. Certifique-se de que seu filho entenda que o enurese não é culpa dele e que vai melhorar com o tempo.
  • Lembre-se, seu filho não tem controle sobre o problema e gostaria que parasse também.
  • Não pressione o seu filho para desenvolver o controle da bexiga antes de o corpo está pronto para fazer isso.
  • Explique aos irmãos que a criança não molha a cama de propósito. Não deixe que isso seja motivo de provocação.
  • A abordagem farmacológica pode ser indicada. Usamos na falha dos tratamentos anteriores ou quando se objetiva uma resposta rápida e pontual (Os casos podem ser discutidos em consulta). 

Voltar para matérias